Princípio da Redução das Desigualdades Regionais e Sociais

Antônio Cláudio Alves

Resumo


RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo abordar o princípio da redução das desigualdades regionais e sociais. Trata-se de princípio da ordem econômica previsto na Constituição Federal de 1988. Para cumprir tal propósito, procura-se fazer uma análise minuciosa da redução das desigualdades na Constituição e na legislação ordinária, mais precisamente a lei que trata do programa bolsa família e a lei de cotas universitárias. Posteriormente, analisa-se o desenvolvimento sustentável e índices de medição da desigualdade (índice de desenvolvimento humano e coeficiente de GINI). A conclusão do trabalho é de que não há efetividade plena no princípio da redução das desigualdades regionais e sociais.


Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

BAGNOLI, Vicente. Direito Econômico. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

BERCOVICI, Gilberto. Constituição econômica e desenvolvimento: uma leitura a partir da Constituição de 1988. São Paulo: Malheiros, 2005.

BRASIL. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, de 16 de julho de 1934. Presidência da República. Disponível em: . Acesso em: 21 de abril de 2018.

BRASIL. Constituição dos Estados Unidos do Brasil, de 10 de novembro de 1937. Presidência da República. Disponível em: . Acesso em: 21 de abril de 2018.

BRASIL. Constituição dos Estados Unidos do Brasil, de 18 de setembro de 1946. Presidência da República. Disponível em: . Acesso em: 21 de abril de 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1967. Presidência da República. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao67.htm>. Acesso em: 21 de abril de 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Presidência da República. Disponível em: . Acesso em: 21 de abril de 2018.

BRASIL. Lei nº 10.836, de 09 de janeiro de 2004. Cria o Programa Bolsa Família e dá outras providências. Presidência da República. Disponível em: . Acesso em: 22 de abril de 2018.

BRASIL. Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Presidência da República. Disponível em: . Acesso em: 22 de abril de 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 3.540/DF. Relator: Ministro Celso de Melo. Brasília, DF, 01 de setembro de 2005. Disponível em: . Acesso em: 25 de abril de 2018.

Brazil's Bolsa Família – How to get children out of jobs and into school. The Economist, Londres, jul. 2010. Disponível em: . Acesso em: 22 de abril de 2018.

FIGUEIREDO, Leonardo Vizeu. Lições de Direito Econômico. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2014.

FIORILLO, Celso Antônio Pacheco. Curso de Direito Ambiental Brasileiro. 14. ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

GRAU, Eros Roberto. A ordem econômica na Constituição de 1988. 19. ed. São Paulo: Malheiros, 2018.

LANGELLIER. Jean-Pierre. Au Brésil, une bourse pour aller à l'école. Le Monde, Paris, set. 2008. Disponível em: . Acesso em: 22 de abril de 2018.

MELO. Fabiano. Direito Ambiental. 2. ed. São Paulo: Método, 2017.

NAÇÕES UNIDAS DO BRASIL. Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Disponível em: . Acesso em: 24 de abril de 2018.

NAÇÕES UNIDAS DO BRASIL. Relatório Brundtland – Nosso Futuro Comum. Disponível em: . Acesso em: 24 de abril de 2018.

PLATAFORMA AGENDA 2030. Redução das Desigualdades. Metas do objetivo 10. Disponível em: . Acesso em: 25 de abril de 2018.

SEN. Amartya. Desenvolvimento como Liberdade. Tradução de: Laura Teixeira Motta. 6ª reimpressão. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SOUZA. Jessé. A Radiografia do Golpe. Rio de Janeiro: Leya, 2016.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – USP. Biblioteca Virtual de Direitos Humanos. Declaração de Estocolmo sobre o Ambiente Humano (1972). Disponível em: . Acesso em: 24 de abril de 2018.

VEIGA. José Eli da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Endereço: Avenida Prudente de Moraes, 815

Bairro: Zona Sete

CEP: 87020-010

Maringá - Paraná - Brasil